Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2007

Candeia 5

Na sua reunião no MAI em 06FEV a ANS/GNR acolheu favoravelmente a possibilidade de concentração dos Regimentos de Infantaria e de Cavalaria, bem como a constituição de uma Unidade de Representação.

Constou ao Zé Guita que na sua reunião com o MAI em 07FEV a AOG manifestou concordar com um comando unificado, de nível brigada, para os RI e RC. Consta também que a mesma AOG se manifestou contrária à constituição de uma unidade de Representação, separada dos regimentos.

 

Dos comentários relacionáveis respiga-se o seguinte:

 Zé Guita evidencia o facto de a AOG além de ter considerado que o estudo diagnostica com bastante rigor as disfuncionalidades actuais da Guarda, considerou também, no entanto, que as soluções preconizadas pela Accenture se afastam do indispensável modelo a que deve obedecer uma força de natureza militar como é a GNR.

Guarda Ricardo faz notar que a criação de mais brigadas implica o aumento do número de oficiais generais.

 

Uma vez que o assunto caiu na praça pública permita-se abordá-lo. Das acima referidas reuniões e de alguns “consta que”, pode concluir-se que há uma proposta da Accenture no sentido de:

a) Concentrar em aquartelamento conjunto o RI e o RC (o grande argumento será a poupança em instalações e efectivos; mais valia funcional não posta em evidência é a facilidade a conseguir para o treino e operação conjuntos “infantaria/carros”) (muito grande e complicado terá de ser o movimento e a obtenção de novos aquartelamentos);

b) Criar uma nova unidade de IEEI (a sair do RI) (pergunta-se: passa a operar sozinha?);

c) Criar uma nova unidade de Cinotecnia (idem, idem);

d) Criar um novo comando para o conjunto das Unidades de Intervenção acima referidas (é difícil entender a poupança);

e) Criar uma nova unidade de Representação (a sair do RC). (pergunta-se: e o RI, deixa de ter missões de Representação?).

 

Não dispondo de dados completos, sobram fortes dúvidas e resta uma certeza: é assunto para alta cirurgia. A inovação pode ser apenas aparente e a procura da racionalização pode criar novos problemas, como por exemplo danificar o espírito de corpo. A mexida unilateral ou precipitada pode agravar em vez de curar o doente.

publicado por Zé Guita às 23:59
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De jeremias, o fora da lei a 24 de Fevereiro de 2007 às 00:27
Caro Zé Guita,
que tal o título "O Fim da Aventura"?


De Zé Guita a 24 de Fevereiro de 2007 às 11:34
Caro Jeremias, o fora da lei:

A vida que vale a pena é a da aventura.
Sou mais pelo Indiana Jones, prefiro "Os Caçadores da Arca Perdida".


De Adriano a 24 de Fevereiro de 2007 às 23:03


Frontal e directo como é meu timbre, tenho a dizer que chegou a hora de mudar.

Sim mudar, renovar, expurgar os corpos estranhos à Guarda, fazer pequenos ajustes aqui e ali como tem sido apanágio da Guarda ao longo dos anos, não. Está mais que provado que não é solução.
Remendos e mais remendos, tem sido assim, e a farda contínua cada vez mais "rota".
Isso seria ( na apologia de alguns) manter o velho sistema, uma Guarda repartida em "quintas e quintais", com "patrões e caseiros" a administrar cada um a sua parcela, como bem queria e lhe apetecia.
Chegou a altura de pôr fim a este estado de coisas.
Talvez doa aos defensores da manutenção do velho sistema. Paciência, os superiores interesses da nação, estão primeiro que os interesses particulares e preservação de cargos ( lugares ao sol)
As argumentações e queda de alguns para (concordo que até lhe seja natural) para o lado do conservadorismo e da estagnação desta vez não vai colher, pois a sua insistência em mater tudo como antes, não vai ser aceite. Pois se fosse, era o descrédito total deste governo.
Não creio que tal possa acontecer.
De uma coisa sou defensor, é que tudo se faça com a envolvência de "todos os militares da Guarda, não pela surra, sim de forma clara e transparente, porque quem não deve não teme.
A GNR precisa remodelada, há que o fazer, sem medo, mas a pensar e considerar todos os militares da Guarda, sem excessão, desde o topo da pirâmide até à base.Pois todos são gente, todos são humanos, todos têm os mesmos direitos e deveres perante a CRP. É bom não esquecer isto.
Agora deixar tudo como antes isso é que não, era condenar a GNR ao imobilismo ao atraso evolucionista, próprio de um terceiro mundismo.
A maioria não quer isso, acreditem, ainda que tenham de correr alguns riscos.
Mudar é urgente.
Aguardemos que o barco chegue ao bom porto e depois falaremos...

Saudações para todos os blogonautas...


Comentar post

.mais sobre mim: ver "Zé Guita quem é"

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. COMPETIÇÃO OU COOPERAÇÃO ...

. DESORGANIZAÇÃO E DESORDEM

. DIA DA INDEPENDÊNCIA NACI...

. A SOCIEDADE ESPECTÁCULO

. ECONOMICISMO, OPINIÕES E ...

. LEITURAS - 2ª Edição

. APROXIMAÇÃO À MATRIZ

. MAIS QUESTÕES CANDENTES

. LEITURAS!!!

. QUESTÕES CANDENTES

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Portal dos Sites

.publog

.Comunidade

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post