Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Tempo de Vésperas

     O silêncio do Poder grita connosco. Por entre breves e esparsas referências de membros do Governo, especula-se nos OCS, e não só, sobre o que vai acontecer com a anunciada grande reestruturação das Forças e Serviços de Segurança (FSS). Em vésperas de grandes acontecimentos, são muito fortes as expectativas e a pressão psicológica sobre aqueles que nisso vão estar envolvidos. Ficam os melhores votos para que tal silêncio signifique cuidada ponderação da conjuntura e prudente intervenção nas estruturas.

    

     Soluções pouco amadurecidas ou precipitadas são perigosas e podem mesmo implicar alto risco de causarem danos sociais.

     O sentimento de insegurança, porque muito mediatizado, tem vindo e continua a ser tema preocupante, propiciando reformas tonitruantes. É grande o leque dos factores objectivos e subjectivos que estão na génese de tal sentimento e “é igualmente vasta a quantidade de actuações do Estado que pode produzir insegurança. Esta pode ser produzida pela não antecipação das consequências das políticas do Estado; depois, a insegurança pode ser fruto de erros críticos cometidos pelos decisores políticos; pode também resultar insegurança da ocorrência inesperada e não prevista de alterações no regime de segurança estabelecido; (...) igualmente importante fundamento político da insegurança é o papel crítico do Estado ao definir prioridades de interesse social” (VAIL, John et al – Insecure Times. Londres e Nova Iorque: Routledge, 1999).

     Por outro lado, não pode deixar de se ter em conta que existem e funcionam na sociedade, aos mais diversos níveis, mecanismos de condicionamento social: “Os conhecimentos legados pelas experiências de Pavlov e Skinner mostraram-nos que é possível condicionar o comportamento e o conhecimento, de uma forma eficaz, através da associação de estímulos. (...) Mas o que mais nos preocupa no condicionamento dos comportamentos é a indução do medo e, por consequência, da insegurança” (DIAS, Fernando Nogueira – A Manipulação do Conhecimento. Lisboa: Vega, 2005).

sinto-me: discípulo de Descartes
publicado por Zé Guita às 12:18
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De pinetree a 1 de Fevereiro de 2007 às 23:32
É de facto preocupante as novas alterações que se afiguram para as Forças de Segurança, na medida em que os estudos encomendados pelo Governo chegam a conclusões que só transparecem falta de conhecimento e de estudo sobre a organização e estrutura das Forças de Segurança. Um desses estudos referia que se devia acabar com a Brigada de Trânsito e a Brigada Fiscal da GNR, como se fosse possível desmenbrar duas das unidades mais importantes do nosso país e que tanto contribuem para o Orçamento de Estado. Chegava ao ponto de referir que o militar da guarda era escalado um dia para o trânsito, no dia seguinte para o territorial e no turno a seguir para o fiscal. Agora digam-me se quem fez este estudo tem a noção do que é o serviço diário do militar da guarda, e da quantidade de legislação que era necessário saber para estar preparado para cumprir a missão. Se isso vier acontecer cada elemento da GNR terá que ter em sua casa uma mega biblioteca só de legislação e que terá obrigatóriamente de consultar todos os dias antes de ir dormir, para estar preparado para o serviço no dia seguinte. No entanto como a esperança é a ultima a morrer julgo que projectos como estes, sem pés nem cabeça, não passarão daquilo que hoje são PROJECTOS.


De jeremias, o fora da lei a 2 de Fevereiro de 2007 às 16:14
A célula base de trabalho por excelência na GNR é há longos anos o Posto Territorial.
Desde tempos imemoriais, sempre aqui se cumpriram todo o tipo de missões:
01H00 - Apoiar os funcionáriosa da carrinha dos cães na sua recolha;
03H00 - Confusão na carrinha da bifanas, deter um ou dois energúmenos; já que estamos lá verificamos o asseio e higiene; no regresso, um fulano a conduzir aos zigue-zagues, mais um detido por alcool. Só ainda são 04H30!
06H00 - Telefonema para o Posto. Morreu uma velhinha! A patrulha vai ao local, chama o médico e o cangalheiro, sai a correr são sete e um quarto e mais um acidente só com chapa.
08H00 - Fim de patrulha! Será? O Posto está cheio de detidos, quem os leva a Tribunal? E o expediente já está feito?
Se estes são os de Clínica Geral, antes quero ser ESPECIALISTA!!!!


De Zé Guita a 2 de Fevereiro de 2007 às 19:24
Para Jeremias, o sem lei

Grato pelo "filme" e oxalá sirva para sensibilizar quem porventura não conheça tal realidade.


De jeremias, o fora da lei a 2 de Fevereiro de 2007 às 23:28
Caro Zé Guita,
Mais uma vez, segundo parece, vão acontecer coisas importantes na Guarda!
Segundo algumas "notícias", as propostas do Comando da Guarda, que por acaso são tropas do Exército, são bastante diferentes das propaladas por parte do Governo! Porque será?
Porque é que o debate na GNR sobre esta temática é nulo? Porque vão ser as Associações recebidas na próxima terça feira com tudo já decidido?
Sabe que o Dr. Costa prometeu ao sr. General das Geografias, que o orçamento da Guarda, este ano ainda pagava 50% dos vencimentos do pessoal dos SSGNR? E o que está à vista? Estamos a descontar para pagar a pessoal, com 23 milhões de euros cativos, no Banco Imaginário do Fundo do Tesouro.

"O recado que trazem é de amigos,
mas debaixo o veneno vem coberto,
que os pensamentos eram de inimigos,
segundo foi o engano descoberto,
Oh! Grandes e gravíssimos perigos,
Oh! Caminho de vida nunca certo,
Que, aonde a gente põe sua esperança,
Tenha a vida tão pouca segurança!"



De Pirata das Berlengas a 5 de Fevereiro de 2007 às 13:50
Caro Amigo,

De tudo o que disse neste post, o que mais ficou a "martelar-me" foi a ideia - já conhecida, mas não suficientemente abordada - da possibilidade de manipulação de "inseguranças".

Como interessado sociólogo, decerto o meu Amigo se tem debruçado sobre as várias vertentes desta questão, tão interessante, quanto, por vezes, assustadora...

É que não só se gera grande insegurança nas próprias populações quando não há "eira nem beira" e são questionadas as próprias forças que deveriam manter a ordem - como também podem ocorrer determinados momentos em que conjunturas internacionais (tipo 11 de Setembro) podem influir no sentido de criar - verdadeiro ou falso - um clima de insegurança que facilita a adopção de regras (por vezes internacionalmente sancionadas) que nem sempre serão totalmente correctas.

Bem, aqui não haveria tempo para tudo da minha parte, mas fica o desafio de que o Amigo faça - en tant que siociologue - um post com o aprofundar desta temática. Que tal?

O Pirata


De Zé Guita a 5 de Fevereiro de 2007 às 19:15
Caro Pirata das Berlengas
Não sou nem me intitulo "sociólogo".
Faço questão de ser apenas um oficial da GNR que tem feito alguns estudos de Ciências Sociais em geral e de Sociologia em particular. Nesta base tenho procurado e continuo a esforçar-me por conhecer melhor o mundo a que pertenço.


Comentar post

.mais sobre mim: ver "Zé Guita quem é"

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. COMPETIÇÃO OU COOPERAÇÃO ...

. DESORGANIZAÇÃO E DESORDEM

. DIA DA INDEPENDÊNCIA NACI...

. A SOCIEDADE ESPECTÁCULO

. ECONOMICISMO, OPINIÕES E ...

. LEITURAS - 2ª Edição

. APROXIMAÇÃO À MATRIZ

. MAIS QUESTÕES CANDENTES

. LEITURAS!!!

. QUESTÕES CANDENTES

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Portal dos Sites

.publog

.Comunidade

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post