Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

POLÍCIA E PODER DISCRICIONÁRIO - VII

          Goldstein analisa o modo como a polícia concretiza o poder discricionário nas práticas operacionais. Nota que em quase todos os corpos de polícia, por um lado,  há um certo nível de procedimentos (definição de objectivos, atribuição de meios, controlo disciplinar...)   cuja responsabilidade pertence inequivocamente aos respectivos administradores; e, por outro lado, aos agentes policiais de nível mais baixo é permitido tomar decisões importantes quando trabalham no terreno, muitas vezes sozinhos.

           Os elementos policiais são submetidos a processos de formação institucional, que os inteiram das formalidades da profissão mas que não conseguem ensinar-lhes como proceder em todas as situações concretas. E acabam por ir aprendendo com as rotinas do dia-a-dia e com o desempenho dos mais experientes como actuar na prática, por vezes sem cobertura legal. Assim, verifica-se  para além da socialização formal, uniforme, a existência de um processo de socialização informal dos polícias de base, que assume formas diferentes conforme o espaço social, a situação concreta e mesmo o estilo individual. 

           Acresce referir que os polícias estão sujeitos a serem influenciados por pressões (agradar a superiores ou reduzir o trabalho), por preconceitos pessoais, por opções políticas ou partidárias, por tendência para autoritarismo, por corrupção.

          É por demais evidente que o poder discricionário da polícia envolve um potencial elevado para cair em práticas abusivas.     

sinto-me: estruturado
publicado por Zé Guita às 07:47
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De susana durão a 23 de Junho de 2009 às 10:12
se quiser veja o meu livro Susana Durão - "Patrulha e Proximidade, uma etnografia da polícia em Lisboa", Almedina, 2008. Tem bibliografia e reflexão sobre esta dimensão do trabalho policial.


De Zé Guita a 9 de Julho de 2009 às 21:31
Fico muito grato pela dica...
Já adquiri o livro e comecei a mergulhar nele com muito gosto.
Caso lhe interesse, sugiro que dê uma espreitadela no livro "Em Busca de uma Sociologia da Polícia", modesta obra da minha autoria e editada pela GNR.
É com prazer que vejo crescer a seara, produzindo "pão" da melhor qualidade e que tanta falta faz.
Os meus parabens.
Armando Carlos Alves - Zé Guita


Comentar post

.mais sobre mim: ver "Zé Guita quem é"

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. COMPETIÇÃO OU COOPERAÇÃO ...

. DESORGANIZAÇÃO E DESORDEM

. DIA DA INDEPENDÊNCIA NACI...

. A SOCIEDADE ESPECTÁCULO

. ECONOMICISMO, OPINIÕES E ...

. LEITURAS - 2ª Edição

. APROXIMAÇÃO À MATRIZ

. MAIS QUESTÕES CANDENTES

. LEITURAS!!!

. QUESTÕES CANDENTES

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Portal dos Sites

.publog

.Comunidade

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post