Domingo, 29 de Novembro de 2009

SÍMBOLOS E ESPÍRITO DE CORPO

As regras de procedimento escritas, que regulam a vida das instituições enquanto colectividades humanas organizadas, com existência própria e uma individualidade duradoura bem definida, encontram a expressão do seu equilíbrio formalizada através de instrumentos jurídicos próprios, positivamente assentes em leis e regulamentos adequados. Tais normas orientadoras estabelecem uma determinada relação com o todo social em que se integra a organização e um certo modus vivendi interno.

Porém, sobretudo nas instituições mais antigas e com grande dimensão, em termos práticos, as atitudes e os comportamentos são modelados pelo cimento da tradição, código não escrito, por vezes secular, modernamente enquadrável na chamada cultura organizacional e eventualmente inspiradores de mais ou menos oficiosos códigos deontológicos.

Podemos encontrar alguma clarificação recorrendo à Sociologia da Informação e a um certo paralelismo com a teoria da propaganda, que visa promover a adesão a um sistema ideológico, com base na repetição sistemática e persistente das mensagens que se pretende transmitir, simplificando-as. Assim, filtradas por uma cada vez mais apertada simplificação das ideias, estas vão sendo sumariadas, numa sequência que passa de teoria, para ideologia, para doutrina, para programa, para slogan, para palavra de ordem, para lema, para sigla, para símbolo. Digamos que, em termos esquemáticos, a tradição e a cultura organizacional seguem na prática um percurso algo semelhante, estabelecendo deste modo uma herança social perdurável, em grande parte assente em elementos simbólicos.

Entre os símbolos que podem ser apontados como exemplo destacam-se as cores e elementos figurativos da bandeira; a música e a letra do hino; o grafismo da sigla; a linguagem do gesto.

A Instituição portuguesa Guarda, corpo militar de polícia, esboçada pelo Intendente Pina Manique em 1793, com a organização de uma Companhia de Guardas, formalizada em 1801 com a Guarda Real de Polícia e continuada com a Guarda Municipal, a Guarda Republicana e a actualmente designada Guarda Nacional Republicana, não é estranha a tais práticas. Estas podem ser entendidas como desempenhando papel de relevo no reforço da coesão interna, o chamado espírito de corpo. Nota-se mesmo uma continuada utilização simbólica de elementos como bandeiras e guiões; marcha musical; fardamentos, grande uniforme em especial; siglas; brasões de armas, com figuras alegóricas e divisas heráldicas; emblemática diversa; comemorações de datas históricas; paradas militares; exibições públicas espectaculares, carrossel moto, charanga a cavalo, banda de música, etc.; na linguagem gestual são notórias a ordem unida como acção altamente coordenada, indutora de rigorosa disciplina e a continência como saudação militar, também interpretada como expressando subordinação hierárquica.

 

sinto-me: esclarecido
publicado por Zé Guita às 06:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim: ver "Zé Guita quem é"

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. COMPETIÇÃO OU COOPERAÇÃO ...

. DESORGANIZAÇÃO E DESORDEM

. DIA DA INDEPENDÊNCIA NACI...

. A SOCIEDADE ESPECTÁCULO

. ECONOMICISMO, OPINIÕES E ...

. LEITURAS - 2ª Edição

. APROXIMAÇÃO À MATRIZ

. MAIS QUESTÕES CANDENTES

. LEITURAS!!!

. QUESTÕES CANDENTES

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Portal dos Sites

.publog

.Comunidade

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post