Segunda-feira, 12 de Julho de 2010

ALGUMAS CONJECTURAS E REFUTAÇÕES

            Da consulta aleatória a dados correntes e abertos sobre a GNR na comunicação social e na blogosfera é possível extrair algumas conjecturas que circulam bem como refutações das mesmas.

 

CNecessidade de encarar a segurança como um sistema integrado,  revisão constitucional,  organizar nesses termos as nossas capacidades militares no futuro.

R - Constituição permite “resposta adequada” às ameaças, a colaboração entre militares e forças de segurança está bem definida.

C - A utilização das Forças Armadas em operações de segurança interna.

R - Os oficiais da GNR, formados na Academia Militar, criaram uma nova associação e alertam para a politização da guarda. …  estão contra a utilização das Forças Armadas em operações de segurança interna.

C - Tutela da GNR, PSP e PJ. Há quem defenda que as três forças deviam estar sob o mesmo ministério e até quem advogue a fusão entre polícias

R - Mais importante do que a tutela única é a cooperação efectiva e eficaz das forças e serviços de segurança. Quanto à questão da fusão de forças policiais, defende-se a manutenção da situação que temos por diversas razões. A mais importante delas é a necessidade de mantermos uma força do tipo da GNR, de natureza militar.

C – Transformar a GNR numa força civil.

R - De modo nenhum. Aliás é uma solução que hoje é indiscutível em países como a França, a Espanha, ou Itália. A GNR é uma força que desempenha tacticamente algumas mesmas funções que a PSP, mas tem uma natureza que lhe confere uma especificidade própria e que corresponde a uma necessidade de estruturar o sistema de segurança em patamares diferentes. A GNR aparece num patamar mais exigente, que implica uma capacidade de resposta bastante mais evoluída. A segunda razão é porque a GNR faz a cobertura da chamada quadrícula territorial, ocupa mais de 90% do território nacional e isso em si mesmo justifica que mantenha a natureza de organização com estatuto de corpo militar, que lhe confere maior capacidade de resposta para essa função de cobertura territorial.

publicado por Zé Guita às 06:40
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anónimo a 12 de Julho de 2010 às 14:34
boas ....
« patamar mais exigente» gostei desta .....
só com o 9º ano, imagina então se tivessem o 12º como requisito minimo para ingresso.
Enfim.....


De Zé Guita a 12 de Julho de 2010 às 15:00
Caro Anónimo
Enfim ... nos meus 45 anos a viver a Guarda conheci mutíssimos guardas com "apenas" a 4ª classe capazes de dar cartas a licenciados, no serviço e não só.
E hoje, cada vez valem menos os diplomas escolares.
Estou convicto de que muitos dos "apenas" 9º ano são melhores elementos do que muitíssimos paupérrimos 12ª ano.


De louro a 12 de Julho de 2010 às 19:08
Essa da quadricula!!.Uma força que tem efectivos em 90% do território, concentra 70% desse efectivo em grandes unidades ,18 delas a nível distrital, 2 insulares, 5.000 efecivos só na cidade de Lisboa!!!!.
Isto também a PSP faz.


De Anónimo a 13 de Julho de 2010 às 12:21
Faz, mas mal


De Anónimo a 13 de Julho de 2010 às 12:22
Faz,mas mal


De Anónimo a 15 de Julho de 2010 às 13:34
A gnr só em lisboa tem perto de 8 000 militares, a fazer o quê ?
NADA, NADA e NADA, uns veêm os barcos passar no tejo, outros são jarrões.
E assim lá se justifica a quadricula, 80% do território e 60% populacionais. Contas de 9º ano à moda GNR.
Sim porque a GNR é a força de segurança com menores habilitações literarias.
Porque será ?


De Anónimo a 15 de Julho de 2010 às 13:45
Zé Guita, tu como só dizes asneiras deves é perceber de cabras, porque as ovelhas para ti eram um mimo.
Deves ser mais um dos que não conseguiram ingressar na PSP, por falta de habilitações literarias.
Então foste para a última opcção ou seja ser guita. Aproveita agora as novas oportunidades, tira uma licenciatura, e pede para seres promovido a oficial.


Comentar post

.mais sobre mim: ver "Zé Guita quem é"

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. COMPETIÇÃO OU COOPERAÇÃO ...

. DESORGANIZAÇÃO E DESORDEM

. DIA DA INDEPENDÊNCIA NACI...

. A SOCIEDADE ESPECTÁCULO

. ECONOMICISMO, OPINIÕES E ...

. LEITURAS - 2ª Edição

. APROXIMAÇÃO À MATRIZ

. MAIS QUESTÕES CANDENTES

. LEITURAS!!!

. QUESTÕES CANDENTES

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Portal dos Sites

.publog

.Comunidade

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post