Sábado, 19 de Maio de 2007

A PROFISSÃO

A GUARDA COMO PROFISSÃO

 

            Em estudo anterior procuramos demonstrar e tomamos como certo que o corpo militar de polícia existente em Portugal e abreviadamente designado como “Guarda” é uma instituição social – consolidada no direito positivo – com mais de dois séculos.

            Dado que uma instituição não existe sem pessoas, levantam-se por vezes dúvidas sobre se os elementos humanos que fazem parte da Guarda desempenham um “trabalho" e se as respectivas actividades podem ser classificadas como uma “profissão”.

            Clarificados que estão fundamentos suficientes para conferir à Guarda os atributos de instituição de natureza militar com funções de polícia, é conveniente reflectir sobre os conceitos de trabalho e de profissão, procurando avaliar a sua aplicabilidade no caso vertente. Trata-se de afastar dúvidas sobre se os elementos que desenvolvem actividades no âmbito da Guarda podem ou não ser classificados como trabalhadores profissionais.

            Levando mais longe a questão de fundo, afigura-se oportuno procurar respostas para a seguinte interrogação: Quais as características a desenvolver para consolidar o profissionalismo dos recursos humanos da Guarda?

(Extracto do artigo de Armando Carlos Alves  "A Guarda como Profissão", publicado na revista PELA LEI E PELA GREI, nº 66, 2005)

sinto-me: documentado.
tags:
publicado por Zé Guita às 08:11
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim: ver "Zé Guita quem é"

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. COMPETIÇÃO OU COOPERAÇÃO ...

. DESORGANIZAÇÃO E DESORDEM

. DIA DA INDEPENDÊNCIA NACI...

. A SOCIEDADE ESPECTÁCULO

. ECONOMICISMO, OPINIÕES E ...

. LEITURAS - 2ª Edição

. APROXIMAÇÃO À MATRIZ

. MAIS QUESTÕES CANDENTES

. LEITURAS!!!

. QUESTÕES CANDENTES

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.publog

blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários